Como funciona o piloto automático da Tesla

A Tesla Motors afirma que os seus carros têm completa capacidade de auto condução em quase todas as circunstâncias, afirmando ser (no mínimo) duas vezes mais segura do que a condução de um motorista humano. O sistema é capaz de conduzir o veículo por longas ou curtas distâncias, sem a necessidade de qualquer ação do motorista. A única coisa que deve ser feita, é contar ao carro onde deseja ir; se nada for dito, o carro irá analisar o calendário e levar para o destino já agendado, ou levará para sua própria casa.

Seleção de rota pelo piloto automático

Demonstração de como o piloto automático decidiria a rota a ser seguida

O carro elétrico da Tesla irá decidir quais são as rotas ideais, navegar por rotas urbanas, gerenciar intersecções complexas com semáforos, placas de pare e rotundas, além de lidar com autoestradas muito movimentadas por carros se movendo em alta velocidade. Quando chegar ao local desejado, só será necessário sair do carro e ele entrará em modo de “procura por vaga”, procurando automaticamente alguma vaga onde poderá se estacionar, e depois, para ser chamado de volta, basta um toque no telefone para que ele vá até você.

Piloto automático da Tesla guiando carro

Carro da Tesla sendo guiado por piloto automático

Tudo isso é possível por conta das oito câmeras surround instaladas em seus carros, essas proveem uma visibilidade de 360 graus em volta do carro dentro de uma distância de até 250 m. Essa visão é complementada por doze sensores ultrassônicos, que permite a detecção de diversos objetos em uma distância muito maior, e por um radar (virado para a frente) com processamento avançado, fornecendo data adicional sobre o mundo, em um comprimento de onda capaz de ver através de chuvas fortes, névoa, poeira e até o carro a frente. Esses dados são processados por um computador onboard, que proporciona uma visão de mundo que um motorista sozinho não consegue acessar, vendo em todas as direções simultaneamente.

Raio de visão das câmeras

Raio de visão das câmeras instaladas em um carro da Tesla

Já em circulação nos Estados unidos, o sistema de piloto automático estará cada dia mais presente nos próximos carros que serão lançados.

Desvantagens dos carros elétricos

Embora tenham muitas vantagens sobre os carros movidos a gasolina, os carros elétricos possuem alguma desavantagens, essas, em sua maioria, ligadas as suas baterias. Por não armazenar tanta energia quanto um tanque de combustível, sua autonomia é relativamente baixa, isso é um grande problema se o carro for utilizado para fazer uma viagem onde não tenham muitos postos de recarga. Além dessa baixa autonomia, o tempo de recarga é outro problema, necessitando de pelo menos oito horas para poder carregar os carro completamente.

Estação de recarga

Ponto de recarga para carros elétricos.

Suas baterias são muito pesadas (a bateria de um Telsa roadster chega a pesar 450 kg) e sua durabilidade não é tão alta, por perder cerca de 10% da sua capacidade de carga por ano, é necessário que seja feita a troca de bateria em um período de 3 a 10 anos (serviço significativamente caro).

Bateria de íon e Lítio

Protótipo de bateria de íon e lítio para Chevrolet Spark

Além dos problemas com as baterias, os motores elétricos tem velocidades máximas muito mais baixas comparadas com motores movidos a combustão, fator que atrapalha quando o carro está sendo utilizado em uma rodovia.

Motor elétrico

Motor de um carro elétrico

Por último, o custo dos veículos elétricos é muito maior comparado com veículos movidos a gasolina; por exemplo, o Nissan Leaf tem um custo de $33.000 (atualmente custaria cerca R$102 mil) e o Chevrolet Volt custa $40.000 (cerca de R$123 mil). Isso ocorre devido ao alto custo das bateria de íons que são utilizadas para fazer o motor elétrico funcionar. Fora isso, o custo do seguro dos carros elétricos (nos EUA) é maior do que o seguro para carros movidos a gasolina, por conta do perigo de ficar sem energia em algum local onde não tenham pontos de recargas próximos e pelos perigos relacionados a eletricidade.

Principais vantagens dos carros elétricos

Baixos custos ambientais – A eletricidade usada para a recarga das baterias dos carros elétricos é, em grande parte, gerada pela queima de combustíveis fósseis, o que produz poluição. Porém, essa poluição gerada não se compara com a poluição produzida pelos motores de combustão interna dos veículos movidos a gasolina. A EVAC (Electric Vehicle Association of Canada) afirmou que os carros elétricos recarregados por geradores elétricos movidos a carvão tem a taxa de emissão de carbono reduzida pela metade, enquanto os carros recarregados por métodos mais limpos de geração de energia elétrica são capazes de reduzir as emissões de carbono para menos de 1% da emissão gerada pelos motores de combustão interna. Além de tudo isso, as baterias dos carros são 100% recicláveis, o que não gera nenhum problema em relação ao descarte de lixo de forma errônea.

Poluição produzida por carros movidos a combustíveis fósseis

Carros elétricos não causam esse tipo de poluição

Baixo custo de combustível e de manutenção – O custo para a utilização de energia elétrica na recarga das baterias dos carros corresponde a um terço do valor do custo do combustível utilizado por veículos movidos a gasolina. É possível que um carro elétrico ande por 70 km com apenas um dólar de eletricidade (valor calculado pelo Departamento de Energia dos EUA). Além disso, a quantidade de peças móveis e de filtragem é menor, fazendo com que haja um desgaste mecânico pequeno.

abastecimento de carro elétrico

Carro elétrico sendo abastecido

Condução agradável – Os veículos elétricos, por não possuírem muitas peças móveis no motor e pela ausência de sistema de escape, quase não produzem ruídos, o que resulta em uma condução mais leve e aconchegante.

viagem de carro elétrico com bmw i3

Viagem aconchegante com BMW i3, novo modelo elétrico da marca