Estratégia de vendas da Tesla Motors preocupa concessionárias

Carros da tesla não precisam de concessionárias

Sem manutenção e a venda online, os veículos da Tesla colocam em cheque a necessidade das concessionárias

Como uma concessionária de carros ganha dinheiro? Basicamente de duas formas. A primeira, obviamente, é vendendo automóveis. A segunda, é com a manutenção dos veículos que ela mesma vende ao longo dos próximos anos.

Em ambos os casos, a Tesla Motors está provando que os serviços de concessionárias são dispensáveis no meio automotivo.

Vendendo carros como se fossem Iphones

Loja da Tesla Motors, nos Estados Unidos

Loja da Tesla Motors, nos Estados Unidos

A estratégia da Tesla foi fugir do óbvio e criar uma legião de fãs a lá Apple, criando lojas em shoppings para demonstrar o carro e criar uma ideia de desejo. O ambiente dentro da loja é de curiosidade dos possíveis clientes.

O foco não é vender, é apresentar o carro. Os vendedores da Tesla não são comissionados.

Manutenção para que?

Carro da Tesla saindo da linha de montagem

Carro da Tesla saindo da linha de montagem

Sem motor a combustão, carros elétricos não precisam de troca de óleo, filtro de ar, escapamento, limpeza no escapamento (nem de escapamento). A ideia não é essa, a ideia é mostrar o potencial e as facilidades do produto para que os consumidores recomendem um carro da Tesla a outro consumidor.

Resumindo, o foco é vender o automóvel sem pensar em lucrar na manutenção.

Muitos dos updates no sistema nos carros da Tesla são feitos enquanto os carros estão na garagem, de forma gratuita. Os donos dos automóveis ligam o carro na próxima vez e descobrem que uma atualização no firmware deixou a bateria com alguns kilometros a mais de autonomia.

 

Carros elétricos por menos de R$30 mil reais

Fiat 500e é o carro elétrico usado mais em conta no mercado

Fiat 500e é o carro elétrico usado mais em conta no mercado. Com capacidade de rodar até 140 km com uma recarga, o Fiat 500e chama atenção pela economia

O lançamento de carros elétricos populares como o Fiat 500e e o Cadillac ELR, mexeram no preço dos automóveis nos Estados Unidos. O melhor é que o público curioso que comprou os veículos em meados de 2013, já pensa em trocar de automóvel, deixando o preço de carros elétricos usados muito em conta.

Enquanto um carro 0 km dessa categoria custa de 30 a 35 mil dólares, os usados estão sendo vendidos por cerca de 25% a 30% do valor do novo, algo em torno de 7 a 9 mil dólares (aproximadamente 30 mil reais).

Preço do Fiat 500e

Carro ano 2015 custa menos que 30 mil reais

Outro fator que deve mexer no mercado de carros elétricos será o lançamento do Model 3. Com o preço fixado em 35 mil dólares, o veículo da Tesla Motors parece estar um nível acima da concorrência. Com autonomia de 344 km por carga (contra 140 km do Fiat 500e), o Model 3 deve ganhar uma boa parcela do mercado de carros elétricos populares.

Tesla model 3 será vendido por 35 mil dólares

Com previsão de entrega em 2018, Tesla Model 3 será vendido por 35 mil dólares

O problema é que, com tantas reservas, a previsão do veículo da empresa de Elon Musk é de começar a ser produzido em 2017 enquanto as primeiras entregas serão distribuídas apenas na metade de 2018.